Nessa versão do projeto o grupo considerou importante realizar, paralelamente às intervenções, um encontro aberto à comunidade em geral, com artistas reconhecidos nesse tipo de atuação a fim de promover a troca de experiências e reflexões sobre e no ambiente urbano. O caráter plural das manifestações que lidam com contextos, social, político e artístico tornou-se foco de debate pautado pela prática dos participantes do Laboratório e dos convidados, numa iniciativa de extrapolar as fronteiras do espaço acadêmico. Os trabalhos de intervenção focalizaram as formas de comunicação no espaço urbano como sinalizações, divulgações de serviços, informações turísticas, imagens e cartazes e seus palimpsestos na cidade.  

Laboratórios Urbanos (9ª versão) | Espaços escolhidos na cidade | dezembro, 2009